Nossa agência de viagens também é especializada em realização de eventos. 

Hoje temos o imenso prazer de, através da Universidade Estácio de Sá, responder pela curadoria cultural do Centro de Visitantes do Monumento Estácio de Sá.

Você verá, abaixo, as exposições que realizamos neste maravilhoso espaço, marco da história de nossa cidade, e que te recebe de braços abertos. Igualzinho a qualquer bom carioca.

O Monumento fica na Avenida Infante Dom Henrique, s/n, Aterro do Flamengo (pouco antes da Enseada de Botafogo).

O espaço recebe o público de terça-feira a domingo de 09:00h às 17:00h.

Exposição de pinturas "Gênesis"

17/03/2018 a 22/04/2018

A mostra que foi apresentada é  um belíssimo trabalho do jovem Doutor em filosofia Rodrigo Cid. 

A visão particular de Rodrigo nos trouxe quadros que apresentaram o universo em formação através de imagens que contam esta história na visão do filósofo. Abriu espaço para conversações, trocas de ideias e excelentes oportunidades de relacionamento interpessoal. 

Itens: 1 - 10 de 10

Exposição de Pinturas "O que vai por dentro"

08/12/2017 a 09/02/2018

O que vai por dentro? O que vai por dentro do coração de uma senhora de 85 anos que resolve expressar seus sentimentos a partir da pintura? E se fossem 20 senhoras nesta faixa etária? Este foi o tema da exposição que aconteceu no Monumento sob direção de Oswaldo Amendola, diretor do CRAS Rosani Cunha. Foram reunidos trabalhos de frequentadoras deste CRAS que, orientadas por sua professora, descobriram esta maravilhosa arte. Um festival de cores e histórias que influenciaram a vida de muitos turistas que nos visitaram. 

Exposição cultural "Rio Bairros"

11/11/2017 a 26/11/2017

O Monumento recebeu, com muito prazer, a Exposição Rio Bairros de autoria de Robson Letiere.

O trabalho apresentou a história de todos os 162 bairros cariocas e um croqui de bandeiras referentes a cada bairro.

A ideia de Robson, nesta expsoição itinerante, é causar a sensação de pertencimento dos moradores dos bairros e para que estes se movimentem em direção a conceber uma bandeira para seu bairro como demonstraçao de orgulho e conhecimento histórico.

Exposição de Pinturas "Magic and Loss"

07/10/2017 a 05/11/2017

Excelente trabalho do fotógrafo romeno Corneliu Cazacu. O trabalho reuniu fotos produzidas em diversas partes do mundo, através de trabalho realizado para a  National Geografic, mostrando cultura, diversidade e beleza. Nossos visitantes vislumbraram um planeta desconhecido repleto de lindas imagens e sorrisos.

Exposição de Pinturas "Sustentabiidade Contemporânea"

02/09/2017 a 24/09/2017

Norma Vilar nos presenteou com uma maravilhosa exposição de pinturas. Quadros que encantaram os visitantes que apreciaram um trabalho feito com carinho, dediação e muita criatividade. Norma usa material reciclável em suas telas dando um tom ecológico e um acabamento fantástico em cada uma de suas obras.

Exposição de pinturas artísticas digitais "Laços e Entrelaços"

15/07/17 a 20/08/17

Curadoria de Ludwika Piekut e grande apoio do fotógrafo Alejandro Mahias.

O Doutor em Filosofia Cósimo D'ávila nos presenteou com a primeira exposição de pinturas digitais em nosso Centro de Visitações.

Cósimo é um distinto Senhor de 81 anos, Professor Universitário aposentado, com uma cabeça incrível e uma criatividade a altura de seu conhecimento.

Laços e Entrelaços nos mostrou diversas nuances do relacionamento pessoal e interpessoal em linhas que traçaram, nas imagens, o cotidiano do relacionamento entre as pessoas, de forma abstrata e inteligível ao mesmo tempo. Muito obrigado amigo Cósimo. Seu trabalho alegrou nosso espaço nestes poucos dias que os exibimos.

Exposição Fotográfica "Felicidade no Papel"

21/05/2017 a 02/07/2017

O Fotógafo Rômulo Vidal preencheu o espaço do Centro de Visitantes Monumento Estácio de Sá com uma belissima exposição que tratou, literalmemte, de vida. Felicidade no Papel tratou de mostrar a visão do artista sobre a conquista da felicidade através da união. Noivas, noivos, casamento, gestação e nenéns foram a temática do trabalho. Mais de 800 pessoas prestigiaram o evento.

Exposição de Artes Plásticas "Rio de Luz"

25/03/2017 a 14/05/2017

O trabalho de artes plásticas produzido pelo artista francês Dominique Boyer enfeitou de cores e luz o espaço do Centro de Visitação do Monumento Estácio.

Dominique mora na cidade maravilhosa desde 2005 e se declara apaixonado pelo Rio. Suas obras, produzidas com belas cores em telas e material descartável usado na composição das obras, traduziu perfeitamente o cotidiano deste povo feliz e sorridente que mora neste lugar maravilhoso. A exposição foi um sucesso. Quem viu comprovou a qualidade do trabalho de Dom.

Exposição fotográfica "Eu Profundo".

16/12/2016 a 19/02/2017

O Eu Profundo te leva aos mais profundos pensamentos e imagens que voce resgatará de seu subconsciente.

O fotógrafo Alejandro Mahias trouxe, desta vez, uma festa de imagens e cores que levarão você a um passeio "só seu".

O Centro de ;visitantes Monumento Estácio de Sá funciona no subsolo do Monumento Estácio de Sá, de terça a domingo, entre 9h e 17h.

Venha e participe.

 

Exposição do Curso de Publicidade. Produção de Capas de Revista

10/11/2016

A Professora Maria Alice e os alunos do 2º Período do Curso de Publicidade da Estácio apresentaram um trabalho digno de profissionais. As capas de revista foram produzidas tendo como modelo os próprios alunos ou amigos próximos em uma composição que “enganou” os visitantes que imaginavam ser capas de revistas originais tal a perfeição do trabalho.

 

Exposição de Cultura Afro-brasileira

03/11/2016

Para este evento o Monumento Estácio de Sá fez parceria com o Museu do Negro do Rio de Janeiro, através de seu Curador do Professor Ricardo Passos e equipe, e trouxemos um pouco da história da contribuição do negro na constituição da cidade do Rio além de artefatos portugueses usados no castigo do negro escravo, artefatos do dia-a-dia da “casa grande” e da “senzala” e quadros retratando o biótipo de homens e mulheres de diversas etnias que foram trazidos para nossa cidade.

A exposição gerou um impacto muito grande em nossos visitantes e foi motivo de diversas conversas travadas no Monumento.

 

Exposição do Curso de Arquitetura

25/10/2016

Dia especial. A abertura da exposição coincidiu com a comemoração da semana de Arquitetura. O Professor Marcelo Gemmal, com o auxílio dos alunos do curso de Arquitetura de nossa Universidade, montou enormes painéis produzidos com a intenção de exercitar o trabalho de perspectiva. O estilo arquitetônico dos prédios cariocas foi contrastado com o dia-a-dia de nosso povo em uma dinâmica alegre e colorida. Sim. Colorida em preto e branco e dezenas de tons de cinza. Além dos painéis foram expostos quadros que tratavam do cotidiano carioca na mesma linha de produção dos painéis.

 

Exposição do Curso de Moda. 

21/10/2016 a 23/10/2016

A Coordenadora do Curso de Moda da Estácio, Professora Denise e seu corpo discente, estiveram conosco. Ela e sua equipe deram um verdadeiro show na apresentação e exposição de croquis e estampas inspiradas na cultura afro-brasileira. Vestimentas e utensílios foram expostos causando admiração e curiosidade pelas cores e formas dos objetos produzidos pelos nossos alunos.

 

Exposição cultural “O Rio de Janeiro Continua Índio”

07/11/2016

Além de cumprir a agenda NEABI, foi uma ótima oportunidade para mostrar a cronologia da presença indígena no Rio de Janeiro. Através de quadros e artefatos indígenas nossos visitantes foram conduzidos a entender um pouco mais de nossa herança genética embutida em quase todos os moradores da cidade. Fizemos excelente parceria com o Museu do Índio do Rio de Janeiro de onde trouxemos peças produzidas originalmente por índios que moram em nosso estado.

Importante citar aqui um trecho da conversa preliminar que tivemos com o Cacique da Tribo Maracanã, Carlos Doethyró Tukano. Quando perguntado sobre a mensagem que ele gostaria que passássemos aos visitantes da exposição ele disse com toda simplicidade e seriedade que o assunto exige: “Apenas diga a eles que nós ainda existimos”.

 

Exposição dos Projetos Sociais dos Cursos da Estácio

25/09/2016

A partir deste mês de setembro até novembro o CVMES abrigará o 3º Fórum de Extensão Social da Estácio. Na primeira exposição o Professor Márcio Olímpio nos trouxe um conjunto de banners produzidos pelos Cursos de Graduação de nossa Universidade nos quais estavam contidos os projetos sociais destes Cursos que estão empenhados em desenvolver produtos e serviços destinados a uma sociedade melhor.

 

Exposição de Pinturas Rio Artes - Expressões dos Campeões

26/07/2016 a 31/08/2016

A mais nova exposição do Monumento Estácio não poderia deixar de falar do assunto do momento. As telas, em acrílico, de Ronaldo Gonçalves tratam das modalidades exportivas dos jogos olímpicos em um belo trabalho de impressionismo. Como excelente brinde ao Rio de Janeiro a exposição também traz uma coleção de obras que homenageam os bairros cariocas. Você está convidado. Não perca.

Exposição Multicultural PROCESSO CRIATIVO

30/04/2016

A Oficina Criativa, liderada pela talentosa Professora Lídia Peychaux, é um grande celeiro de artistas que descobrem seus talentos pelas mãos de Lidia e de suas professoras que conduzem os alunos em uma metodologia muito interessante. Eles aprendem a "isolar" o lado esquedo do cérebro, que é o lado racional, e colocam em ação o lado direito responsável pelas emoções. O Centro de Visitantes Monumento Estacio de Sá, entre os dias 30 de abril e 05 de junho de 2016, abriga a exposição multicultural batizada de PROCESSO CRIATIVO, mostrando as fazes do aprendizado de alunos de 8 a 80 anos em um conjunto de técnicas que vão de grafite a óleo em uma festa de cores que "floriu" nosso espaço,

 

Exposição Fotográfica VIVA FOTOGRAFIA

04/02/2016

Alejandro Mahias nos brindou com uma nova exposiçâo composta de fotos de vários blocos temáticos que apresentou rebuscada linguagem do trabalho fotográfico, propositadamente diversa, imaginativa e  com toques de humor.
É fruto de um entusiasmado garimpo de closes entre luzes, formas e cores. A Camara caça momento. Momento vira momentos, viram mistério, vira história, provoca interpretações, intriga.
Alejandro Mahias pouco registra, exige participação ativa da percepção de quem vê, quer cumplicidade. Parece apaixonado incansável pela descoberta das "realidaees escondidas", aquelas que esperam por nosso momento criativo para poder nascer.
A exposiçao é composta de 70 fotos de Alejandro Mahias incluindo 6 foto poesias de autoria de Sylvio Nunes.
Em sua grande maioria são fotos inéditas. "Todas foram impressas de forma especial em jato de cera";
Compondo o trabalho foi exibida uma seleção de fotos em datashow e em totem multimidia com fotos exclusivas do Parque do Flamengo.

Exposição de Pinturas HERANÇAS AFRICANAS

05/12/2015

Para fechar o ano que comemorou os 450 anos de fundação da cidade do Rio de Janeiro trouxemos ao nosso espaço HERANÇAS AFRICANAS. Uma coletânia de pinturas de diversos artistas pertencentes à CAPA - Casa do Artista Plástico afrodescendente. A Reporter Ana Davies, co fundadora da instituição juntamente com seu marido (In memorian), Malvino Salvador, nos deu todo apoio e logística para exibir lindas pinturas que trouxeram à lembrança a participação do povo afrodescendente na formação de nossa cidade.

Exposição Fotográfica FOTOS ROCK IN RIO 

16/09/2015

O CVMES teve o prazer de abrigar mais um trabalho dos nossos professores e alunos do Curso de Graduação Tecnológica em Fotografia. Nosso "time" tem acesso aos bastidores do evento Rock in Rio e, de dois em dois anos, produzem uma enorme quantidade de material fotográfico fazendo uma cobertura perfeita dos dias de festa na cidade do Rock. Escolhemos 60 fotos especiais, que foram feitas nos eventos de 2011 e 2013, e exibimos em nosso espaço na mesma época em que o evento de 2015 acontecia. Uma justa homenagem ao trabalho de nossos professores e alunos.

Exposição de Pinturas Jardins do Brasil - Rota 450 anos

08-08-2015

A exposição de pinturas "Jardins do Brasil - Rota 450 anos" fez parte da maravilhosa comemoração dos 450 anos da cidade maravilhosa.

Gildásio Jardim, talentosíssimo pintor, descobriu sua arte muito cedo usando retalhos de "Xita - pano muito simples, de texturas muito bonitas e muito usado no interior do Brasil" para retratar o cotidiao do sertão mineiro. Ai você me pergunta: Mas as pinturas nao deveriam retratar o cotidiano carioca? Sim. Retrataram o cotidiano carioca. Se pararmos para pensar quem é o CARIOCA vamos descobrir que ele pode ser "da gema" mas traz em seu DNA o povo mineiro, capixaba, rio grandense, paulista, americano, espanhol, PORTUGUÊS. Por isso as pinturas retrataram tão bem nossas raízes. Estas lindas pinturas produzidas em tecido e xita tiveram a seu lado outras que Gildásio produziu especialmente para o Rio de Janeiro. A chegada de Estácio à Baia de Guanabara, a Estátua do Cristo Redentor, o Morro do Pão de Açucar, as calçadas de Ipanema entre outras lindas imagens.

Nosso agradecimento especial a Geraldo Soares, artista e curador desta exposição que trouxe tanto briho e talento ao Monumento Estácio de Sá.

 Exposição Fotográfica VIADUTO PERIMETRAL

20-06-2015

A Exposição "Viaduto Perimetral" é a mais nova sensação do Centro de Visitantes Monumento Estácio de Sá. Para apresentar o evento reproduzo aqui as palavras de sua autora Thereza Carvalho, Arquiteta e Urbanista, Professora de Urbanismo em cursos de graduação, de mestrado e doutorado em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Federal Fluminense. 

"Esta série de fotos trata de uma grande transformação urbana em curso na cidade do Rio de Janeiro – a desconstrução da Avenida Perimetral. Procura registrar múltiplas trajetórias que aquele viaduto deu passagem e vida. Alguém já disse que as fotografias do outro, objeto ou pessoa, pouco importa, são sempre auto-retratos. Nos relatam o que sobre ela refletimos, ou melhor, nos refletimos, nos vemos enquanto representações de nós mesmos. Assim é, foi, para mim, a Avenida Perimetral de doce, amarga, salgada, apimentada memória."

A mostra fica no CVMES até dia 19-07-2015, de terça a domingo,de 09:00h as 17:00h. A ENTRADA É GRATUITA.

A arte da vida. O RIO PINTADO COM A BOCA

09-05-2015

Em uma das temporadas de maior sucesso do CVMES fomos presenteados com uma magnífica exposição de pinturas geradas pelo talento de Luciano Alves.

O artista, hoje com 28 anos, tem uma história de superação que serve de inspiração para qualquer pessoa que queira ouvi-la. Vítima de um acidente na pedra do Arpoador, RJ, Luciano fica paraplégico aós bater com a cabeça no fundo do mar. Na época com 15 anos de idade, Luciano não desistiu de si mesmo. Paralisado do pescoço para baixo lutou para superar suas limitações e encontrou em Deus e na pintura sua "tábua de salvação". O pintor produz impressionantes telas usando sua boca, um pincel e uma paleta de inspirações. a Esposição levou mais de mil pessoas ao Centro de Visitação e todos que foram sairam mais fortes após ouvir o depoimento deste rapaz vitorioso, hoje formado em jornalismo e pós-graduado em Marketing. A mostra ficou conosco até 14/06/2015.

Exposição multiartes Perfi Carioca 450 anos

27-01-2015

A exposição "Perfil Carioca 450 anos" reuniu fotografias que mostraram a história da cidade desde a fundação por Estácio de Sá, em 1º de março de 1565, passando pela persistência e luta de seus primeiros habitantes, a mistura com os colonizadores e a inserção da presença africana que proporcionou o mascimento de um povo que, após algumas décadas, acaba por ser reconhecido como carioca.


A mostra, em comemoração aos 450 anos do Rio, aconteceu até dia 28 de março, no Monumento Estácio de Sá, de terça a domingo.

Exposição de artes Olhares Cotidianos

30/11/2014

No último domingo de novembro nosso espaço recebeu mais uma linda exposição de artes. Aquarelas, óleo sobre tela, desenho e fotografias enfeitam as paredes do Monumento desvendando os "Olhares Cotidianos" dos alunos do Ateliê Chiaroscuro que foram brilhantemente instruídos pelos professores Chiara Bozzetti,  Magda Rebello, Bárbara Sotério, Renata Botelho e Marcos Teixeira. A abertura foi um sucesso e contou com mais de 200 convidados. Olhares Cotidianos ficou conosco até dia 04/01/2015. O Monumento funciona de terça a domingo de 09:00 h as 17:00 h.

Exposição Fotográfica Carioquices

11/01/2014

Quem esteve presente pode participar de mais uma bela abertura de exposição.

A exposição coletiva organizada pelos fotógrafos Aziz Filho, Cláudio Prisco, Christian Barroso, Márcia Magda, Luiz Grillo, Walter Vinagre e Yeda Zotz está linda e traz os costumes e trejeitos cariocas de maneira bem divertida como cabe a qualquer bom morador dessa cidade.

A mostra ficou conosco até o dia 28 de fevereiro. 

Exposição multimídia OS RENEGADOS

01-03-2014

Marcia Romano, autora do trabalho, é jornalista com pós-graduação em Gestão de Planejamento. Com vasta experiência em Comunicação Socioambiental e Cultural é também Fotógrafa e realizou exposições em Itaboraí e Niterói onde domiciliou durante 8 anos.

A série atual, os Renegados é um registro da população em situação de rua e catadores do Rio de Janeiro - sua terra natal.
A exposição - inédita nesta cidade - mostra o que muitos cariocas não querem que exista: Os resíduos e a população de rua. Mas,o que podemos fazer para melhorar como cidade? quais as oportunidades que podem  transformar o ser humano?
No seu 499° aniversário, a cidade precisava pensar como se tornar sustentável, admitindo  suas dificuldades e construir um olhar interno para criar uma sociedade mais justa e menos desigual.

Encerramento da Exposição fotográfica As cores do Rio de Janeiro em Preto & Branco

05/01/2014

Tudo que é bom dura pouco. Encerramos, ontem, a exposião "As cores do Rio de Janeiro em Preto & Branco" de Marco Aaújo.

O sucesso da exposição deu-se nos 100% de comentários positivos a respeito das fotos. 

Mostrar as cores do Rio traduzindo todas em preto, banco e tons de cinza é um desafio facilmente sperável por este grande fotógrafo.

Parabéns Marco. Sucesso em sua jornada e muito obrigado por nos dar o prazer de abrigar uma exposição tão bela.

Exposição Fotográfica As cores do Rio de janeiro em Preto & Branco

08/12/2013 a 05/01/2014

Quantas cores tem o arco-íris? Talvez para mim e para você isso tenha importância, mas não é assim para todas as pessoas.
Recebemos nesta transição de ano uma exposição fotográfica que prova que nem tudo são “cores”. Aliás, preto, branco e variações de cinza também são cores. Então, não tem pra onde correr, o Rio de Janeiro continua lindo mesmo em Preto & Branco. A mostra está imperdível. O Fotógrafo internacional Marco Araújo registrou nosso estado, passeando pelo litoral, de norte a sul, mostrando as nuances de nossa costa marítima de uma maneira que só vendo pra poder entender.
Temos certeza de que, mesmo sem começar a contabilizar o número de visitantes, a certeza do sucesso está assegurada. Te convidamos para apreciar este lindo trabalho que foi feito com muito carinho pra você. Estamos te esperando.

 

Exposição Fotográfica Raízes do Rio

09 /11/2013 a 05/12/2013

Foi com imenso prazer que recebemos, pela terceira vez, o Curso de Graduação Tecnológica em Fotografia da Universidade Estácio de Sá.
A cada nova exposição uma surpresa. Os alunos, sob curadoria da Professora Ivana Grehs e do Coordenador Professor Sady, contaram, em uma belíssima coletânea de fotos, a história da cultura carioca.
Tiveram a ousadia de falar das duas faces de nossa herança cultural. As delícias de ser carioca e as dores de também sê-lo.

O mais impressionante nos resultados fotográficos foi a leveza e plasticidade imposta por estes alunos que, pasmem, ainda cursam o segundo e terceiro período de sua graduação.
Nossos visitantes ficaram maravilhados e empolgados por verem, na dedicação dos mestres, um resultado tão positivo e surpreendente.

Encerramento da Exposição Ode aos anjos

01/11/2013

Em cerimônia realizada entre a Universidade Estácio de Sá, o Monumento Estácio de Sá, o Consulado do Chile e o fotógrafo Alejandro Mahias foi celebrado com honras o encerramento da exposição Ode aos anjos.
Os envolvidos no processo ficaram felizes e satisfeitos em ver o sucesso proporcionado pela mostra que exaltou as belezas do Parque do Aterro do Flamengo através das imagens de uma única representante da maravilhosa flora existente no local.
Alejandro mostrou a versatilidade das formas e o poder destas te levarem ao mundo lúdico que se esconde no interior de cada pessoa. Parabéns.

Reedição da Exposição fotográfica Ode aos Anjos

19/09/13 a 31/10/13

          Alejandro Mahias, autor da exposição, teve a intenção de fazer com que a pessoa leve seus pensamentos para longe, vendo mais de 2000 fotos tiradas de uma só árvore. Ela foi reeditada com a presença do Consulado do Chile no Rio de Janeiro.

Exposição do Festival Anima Mundi - Minhocas - O filme

De 07/08/13 a 15/09/13

O Anima Mundi trouxe um festival de cores e animação para você se divertir em nosso espaço cultural.
O filme Minhocas foi o primeiro longa metragem de animação produzido no brasil, que irá estrear no cinema dia 20 de dezembro. Um dos personagens do filme foi dublado pelo lutador brasileito Anderson Silva, junto da cantora Rita Lee.
Enquanto o filme não vem, matamos um pouco da curiosidade com mesas interativas que mostra o making of, entrevistas e trailles aqui no Monumento Estácio

 

O CVMES funcionará, para este evento, de 10:00h as 17:00h de terça a domingo. Venha prestigiar.

Exposição fotográfica Ode Aos Anjos

29/06/13 a 16/07/13 e de 19/09/13 a 31/10/13

A exposição tem este nome por conta da beleza poética e delicada que compõe a iconografia dos anjos, traço característico do artista que se expressa com detalhes de riqueza oculta, inocência estética, brilho e virtude contundentes.

Alejandro Mahias é um fotógrafo que tem a genial característica de encontrar detalhes impercerptíveis no cotidiano do olhar e transformá-los em imagns poéticas, singulares e extravagantes. Suas fotos vibram no coração e ressoam entre a simplicidade do ver e a complexidade do sentir.

Nesta mesma exposição o poeta Sylvio Nunes constrói textos de extrema sensibilidade e grafismos poéticos sobre uma pequena série de 12 fotos. Os textos dão às imagens um espectro fonodedutível de sentimentos profundos, ansiedade, eflúvios, percepção e detalhes. A inteireza tem como contraponto a beleza das imagens.

Exposição fotográfica Expia To Rio

08/06/13 a 28/06/13

O carioca conhecido como Bode expiatório foi de onde saiu a criatividade de Edilene Goes, Julia Murad e Vinicius Manção que desfilaram pela cidade do Rio de Janeiro vestidos de bode, e fizeram diversos registros e assim montaram a exposição que conseguiu atingir um publico alvo de todas as idades. Imagens desumbrantes que desperta a curiosidade aos olhos de quem vê. Essa exposição conquistou um público maravilhoso.

Exposição multicultural Caneta, Lente & Pincel

06/04/13 a 24/05/13

            Uma exposição inesquecível aos olhos de quem viu. Uma exposição maravilhosa chamada; Caneta, Lente e Pincel, que surgiu da imaginação do escritor Renato Amado, da fotógrafa Daniela Schlosssarek  e apoiado pelo CVMES (Centro de visitantes do Monumento Estácio de Sá).

            A partir de poemas e textos construíram pinturas, desenhos em grafite, artes plásticas, vídeo colagens e fotos e com tudo isso deu um espetáculo de cores, junto com os equipamentos eletrônicos do monumento. Quem viu, adorou.

Exposição Fotográfica Rio. Cartão Postal do Brasil

 03/02/13 a 30/03/13

        O fotógrafo Sidney Bondarovisk, de nome artístico Sid Bond, trouxe ao Monumento a sua visão do Sunrise carioca. Fotógrafo experimentado com exposições nacionais e internacionais esse brasileiro, de nome estrangeiro, preparou esta sequência de fotos exclusivamente para o nosso espaço. Apaixonado pelo amanhecer na cidade maravilhosa Sid transformou a paisagem real em belíssimas imagens digitalizadas da costa Atlântica na cidade do Rio de Janeiro. Suas telas encantaram nossos visitantes através da combinação do brilho celeste no amanhecer da cidade. 

Exposição fotográfica Panorâmicas do Rio

13/12/12 a 30/01/13

          Abrimos o ano de 2013 com uma homenagem ao Rio, um estado de tantos lugares deslumbrantes, preparamos uma exposição de fotografia do Rio, produzido por Henrique Jordan. Um aluno do curso de graduação tecnológica em fotografia do campus Tom Jobim da Universidade Estácio de Sá, ele, cheio de tlentos já está a alguns anos trabalhando na área e que consegue provar através do seu dom de tirar e editar belíssimas fotografias um grande nível de profissionalismo.

Exposição Fotográfica As 4 montanhas

03/11/12 a 30/11/12

    As montanhas cariocas mais visitadas através de trilhas, umas difíceis e outras mais acessíveis ao local, são essas: pão de Açúcar, o Corcovado, os “Dois irmãos” e a Pedra da Gávea.
    Felipe Atherino, fez uma sessão de fotos, porém fotos diferentes do que tiramos normalmente, ele conseguiu atingir um ápice de tirar fotos em ângulos inusitados e até mesmo estranhos, mas curiosos. Despertou a atenção, não somente de espectadores seculares, mais de geógrafos e geólogos que visitaram o CVMES e fizeram grandes considerações sobre a morfologia das rochas vistas nas imagens.

Projeto “Monumento em Campus"

Exposição Rio Cidade Aberta

06/10/12 a 14/11/12

A segunda versão do Projeto Monumento em Campus é parte de nosso compromisso em contribuir com o despertamento de nossos alunos na produção de conteúdo científico.

Desta vez apresentamos a reedição de uma das mais belas e prestigiadas exposições que aconteceram no Monumento.

campus Tom Jobim recebeu a exposição “Rio Cidade Aberta” que foi exibida no corredor do auditório. Mais uma vez despertando o interesse e empreendedorismo dos alunos da Universidade Estácio de Sá na concepção de projetos científicos de alta qualidade.

Exposição Fotográfica 8ito Enfoques

29/09/12 a 02/11/12

        Esta foi mais uma realização dos alunos do Curso de Graduação técnologica em fotografia da Universidade Estácio de Sá mais uma exposição que foi construída e curadas pela Professora Ivana Ghress junto com os alunos do curso produziram uma sessão de fotos e de discussão filosófica e o que impressionou foi a quantidade de visitantes que elogiaram a exposição. O que deu satisfação tanto para os alunos quanto para a curadora do 8ito enfoques.
        Os alunos – mestres da exposição foram: Arthur Cunha, Fabiano Siqueira, Henrique Jordan, Josélia Frazão, Renan Lima e Paull Tavares são alunos do campus Tom Jobim e Patrícia Moreno e João Ferreira do campus Bispo.

Exposição Rio Cidade Aberta

01/09/12 a 28/09/12

A mostra de fotografias foi composta por 6 excelentes fotógrafos que mostraram as belezas da cidade, cada um a seu modo, mas em grande harmonia de formas e cores. Alex Curty, Aziz Filho, Claudio Prisco, Luiz Grillo, Walter Vinagre e Yeda Zotz mostraram versatilidade, criatividade e um olhar diferenciado sobre o cotidiano da cidade maravilhosa.

A exposição recebeu matéria de 2 páginas inteiras do "Jornal O Dia" e teve grande repercussão na mídia escrita e eletrônica e em canal de TV. Foi noticiada em mais de 40 oportunidades diferentes na mídia escrita e eletrônica.

A Universidade Estácio de Sá foi notoriamente enaltecida pela recepção de trabalhos deste nível.

Exposição Tecnológica 20 anos de Anima Mundi

10/07/12 a 19/08/12

Um dos maiores festivais de cinema e animação do planeta e o maior da América Latina agora aqui no Rio de Janeiro. E o Monumento Estácio de Sá recebeu com o maior prazer a equipe organizadora deste festival de animação e sediu a mostra que comemorou duas décadas de organização.
Esta realização nos trouxe uma grande exposição em todas as mídias mais conhecidas e junto com o nome da Universidade, circulou pelos veículos da Globo, Globo News, caderno Zona Sul do Jornal O Globo, Canal Brasil, TV Brasil, Band TV, Band News, Radio MEC, entre outros.

O público pôde explorar o conteúdo exclusivo através de tablets (cedidos em empréstimo pela Universidade) dispostos em uma mesa central onde o visitantes podiam apreciar filmes vindos de todas as partes do mundo e interagir com um mapa mundi, em alta tecnologia. Painéis informativos foram dispostos no Monumento. Os filmes exibidos na telona eram ouvidos através de fones de ouvido, via rádio, e computadores integrados. Uma réplica de um praxinoscópio, aparelho que remonta a história anterior ao cinema, foi disponibilizado para que os visitantes interagissem com o precursor dos projetores de cinema. A exposição também exibiu os troféus dos 15 últimos festivais Anima Mundi. Luzes, back lights e muita tecnologia para comemorar uma data tão especial.

Neste acontecimento comemorou-se também o fato de que, pela primeira vez, uma organização brasileira ganhou o poder de indicar um dos trabalhos de animação que concorrerá ao OSCAR, o maior prêmio do cinema mundial.

Exposição Fotográfica Perfil Carioca

05/05/12 a 15/06/12

O título dado a esta exposição faz jus ao encontrado nas fotos exibidas que mostram a cidade do Rio de Janeiro exatamente no ano em que a cidade recebia de presente o “novo” monumento que homenagearia o fundador da Cidade do Rio. As fotos foram feitas no ano de inauguração de nosso centro de visitantes.

         O trabalho apresentou fotos impressas em papel e acomodadas em belas molduras mostrando os pontos turísticos da cidade do Rio no ano de 1973. Através de nossos recursos digitais apresentamos um trabalho, em nossos totens com tela de toque, que traçou comparações entre as imagens dos quadros e os mesmos locais com o cenário encontrado na atualidade.

Projeto “Monumento em Campus

Exposição Fotográfica Olhar e Ver na Fotografia

11/04/12 a 11/05/12

Este evento inaugurou o projeto Monumento em Campus que tem como objetivo incentivar os alunos da UNESA, graduando em áreas afins às atividades do Monumento, a criarem seus projetos e fazerem uso do espaço que disponibilizamos para novas ideias e alunos criativos.

“Olhar e Ver na Fotografia” é a reedição de uma das exposições de maior sucesso expostas no Monumento Estácio de Sá. Alejandro Mahias aceitou o convite. Levamos seu trabalho para o corredor de acesso ao auditório do Campus Tom Jobim e realizamos uma maravilhosa palestra, com auditório lotado, envolvendo os alunos do curso de Graduação Tecnológica em Fotografia e alunos dos cursos de cinema, turismo e jornalismo, onde se discutiu a ótica do fotógrafo sobre o que vê no momento da foto e o que ele pode receber desta imagem.

Exposição de pinturas Saara 40º - Memórias de imigrantes

03/04/12 a 04/05/12

A pintora de descendência Libanesa, Beth Abi, trouxe para o Monumento um trabalho em tela que homenageou os povos do Oriente Médio. Em movimento de diáspora estes são acolhidos no Brasil, fixando-se no Rio de Janeiro, ajudando a criar o maior centro comercial aberto da América Latina, o Saara, no centro da cidade, reunindo povos que, em condições originais de seus países, estão em constante guerra e aqui podem viver em perfeita harmonia trabalhando um ao lado do outro e sendo iguais.

A exposição inédita reúne 15 quadros em papel negro e vermelho, além de uma escultura em tecido. Os trabalhos foram produzidos em 2009 e 2010.

Exposição Fotográfica Diálogo entre opostos

03/03/12 a 20/03/12

O CVMES também cumpre o seu papel na divulgação dos conhecimentos produzidos no âmbito acadêmico.

Professores e Coordenadores dos cursos de Fotografia e Cinema nos enviam trabalhos selecionados em sala de aula como forma de incentivo e promoção do que é produzido e discutido no espaço acadêmico. Após a eleição destes trabalhos organizamos uma mostra em nosso espaço cultural dando aos nossos alunos o devido respaldo na divulgação de suas produções estimulando a contínua busca e pesquisa científica dos assuntos tratados em sala de aula.

Nesta exposição apresentamos o resultado do trabalho de 12 alunos do curso de Graduação Tecnológica em Fotografia da UNESA que nos trouxeram, através da curadoria da Professora Ivana Ghress, os ensinamentos acadêmicos sobre as cores opostas e seus resultados na fotografia. Os alunos apresentaram fotos com traços modernos onde as cores opostas foram destacadas e foi demonstrado o que elas podem oferecer na estética das fotos.

Exposição de Pintura “Pintura ao Ar livre”

04/02/12 a 02/03/12

As pinturas exibidas nesta mostra são o resultado da reunião de obras de 25 artistas que pertencem ao “Clube de Pintura ao Ar Livre”.

Em 2011, no dia mundial de pintura ao ar livre, 11 de setembro, membros do Clube Nacional de pintura ao ar livre usaram como imagem de fundo, para seus quadros, o Monumento Estácio de Sá e o Aterro do Flamengo.

O resultado das pinturas foi fantástico e percebemos, neste dia, que seria muito interessante trazer as obras para o interior de nosso espaço.

Fizemos contato com a direção do clube e fechamos parceria para esta exposição.

O resultado deste trabalho culminou em uma belíssima exposição e trouxe para a Estácio e para o monumento grande notoriedade no meio artístico.

Exposição Fotográfica Olhar e Ver

22/12/11 a 03/02/12

O artista Alejandro Mahias, apresentou sua coleção de mais de 200 fotografias sobre o Parque do Aterro do Flamengo onde ele, através de seu olhar único, busca novas formas em imagens de árvores, plantas e objetos do parque.

As fotografias de Alejandro foram dispostas em todos os nossos recursos eletrônicos. Além das obras fixadas nas paredes e dependuradas dentro de pipas brancas para comemorar o período de férias. Foi exibida, no telão, uma coleção de fotos florais preparadas para uma festa de “fogos de artifício” que, por ocasião da data, coloriram o monumento homenageando a chegada do novo ano.

As TV’s mostraram as belezas naturais do parque e os visitantes acessaram os totens de tela de toque buscando novas imagens nas fotos ali exibidas.

A exposição “Olhar e Ver” foi noticiada, inclusive, em site internacional de fotografia.

Exposição de Pinturas Retratos da Cor

30/10/11 a 29/11/11

As pinturas, em estilo cubista, do artista José Roberto Teixeira Leite Júnior enfeitaram o monumento e atraíram um grande público ao nosso espaço. O conjunto de mais de 30 obras, retrata o cotidiano carioca em telas bem humoradas e coloridas. Grandes pintores e críticos de arte visitaram o monumento influenciados pelo pai de José Roberto que é um conhecido crítico de arte e, pela primeira vez, fomos tidos, pelos profissionais, como um espaço de difusão cultural.

Exposição fotográfica Lixo. Olhar, pensar e mudar

03/09/11 a 29/10/11

A exposição fotográfica “Lixo. Olhar, pensar e mudar” é de Gustavo Rocha, egresso do curso de Gestão Ambiental da Universidade Estácio de Sá. Gustavo também é fotógrafo e colheu estas imagens do antigo “Lixão” de Gramacho em Duque de Caxias. Os registros fotográficos mostraram as condições precárias dos catadores e o grande sacrifício em busca da sobrevivência de famílias inteiras que faziam deste espaço seu local de moradia e trabalho. Esta já é a quarta edição da exposição.

No dia da abertura contamos com a presença do Professor Maurício Wichert, gestor do curso de pós-graduação em Gestão Sustentável no Turismo no Campus Centro I, que palestrou sobre o tema “Sustentabilidade no Turismo”.

Estrategicamente decidimos lançar esta exposição juntamente com outra que vocês verão abaixo. As duas se complementaram e lá eu conto os detalhes.

Exposição de artes plásticas Reciclarte. A vertente mais contemporânea da arte

03/11/11 a 29/10/11

A ideia de unir "Lixo. Olhar, pensar e mudar" e esta exposição surgiu da proximidade dos assuntos e de quanto eles se completavam.

A exposição “Reciclarte. A vertente mais contemporânea da arte” é de Miguel Sanz. Artista plástico que trabalha com sucata adquirida, na maioria das vezes, nos “ferro velho” que compram este material de catadores de “lixões”. Miguel trabalha com ferro, aço, inox e titânio além outros materiais.

Com a intenção de “tratar” a matéria-prima das obras, Miguel reveste suas esculturas com uma resina epóxi que impede a continuidade do processo de ferrugem nas estruturas permitindo que o visitante toque nas obras. As duas exposições permitiram atrair um público diferenciado e durante alguns dias da semana recebemos grupos de deficientes visuais vindos do Instituto Benjamin Constant para deficientes visuais. Estes visitantes especiais nos ajudaram a mostrar que a nossa tarefa também passa pelo viés da inclusão social. Para facilitar a interação com as obras preparamos o descritivo de cada peça em linguagem “Braile” e fizemos o monitoramento individual de cada participante dos grupos.

Esta exposição teve como pattocinador, Rodrigo Ramos, dono da seguradora VIWO que tornou-se amigo e grande incentivador dos nossos projetos.

Exposição de caricaturas Musicaricatura. Imagem, som e cultura

20/08/11 a 02/09/11

A exposição, bem humorada, trata de caricaturas de músicos brasileiros produzida pelo caricaturista Claudio Duarte.

Cláudio Duarte é ilustrador do jornal “O Globo” há 23 anos e também colabora com alguns veículos institucionais como os da Petrobras, Sesc-MG e o CREA-RJ.

As caricaturas foram reproduzidas em maior escala e expostas em nosso Centro de Visitantes. A exposição trouxe ao Monumento uma grande quantidade de pessoas que interagiram entre as caricaturas e o equpamento digital de nosso espaço reconhecendo e ouvindo as obras de cada artista representado nos quadros.

A curadoria foi da gentil e dedicada Patrícia Azevedo.

Exposição fotográfica Foto & Grafia I

28/06/11 a 19/08/11

        O espaço do Monumento recebeu esta exposição que fez parte integrante do circuito internacional de fotografias chamado “FOTO RIO 2011” que é considerado o maior e mais significativo evento de fotografia da América Latina. O evento levou o nome da Universidade Estácio à mídia internacional através de sites e blogs de fotografia que cobriram o acontecimento. A exposição também trouxe ao monumento, Milton Guran, uma das maiores personalidades do mundo fotográfico. A proposta da exposição foi a junção do trabalho de 40 profissionais (20 fotógrafos e 20 poetas) onde, de maneira inversa ao normal, a poesia foi criada primeiro por cada um dos poetas e oferecida individualmente aos fotógrafos para que fossem em busca da imagem que retratasse o poema.

Exposição fotográfica Amazônia – cor e poesia

14/05/11 a 20/06/11

Esta exposição fotográfica é de autoria e curadoria de Dani Remião, fotógrafa oficial do Grupo OPA – Ocupações Poéticas. Durante 5 meses, de abril a agosto de 2011, o Monumento recebeu a cooperação deste grupo liderado pela Juíza Dra. Thelma Fraga. Nesta exposição fotográfica Dani nos apresentou imagens feitas durante alguns anos em que viveu em Manaus trabalhando e pesquisando a região Amazônica. Retratou com cuidado a cultura Manauense e o bioma da região. Dani fez registro de momentos e lugares de beleza ímpar.

Exposição fotográfica Salve-me quem puder

09/04/11 a 13/05/11

A fotógrafa Dani Remião, em cooperação com o Monumento, trouxe a primeira exposição ao nosso espaço. “Salve-me quem puder” foi uma obra fotográfica bem humorada, exibida em formato de varal e impressa em tecido, que discutiu os perigos enfrentados pelos moradores da cidade na sujeição às doenças endêmicas, passando por perigos urbanos cotidianos até a poluição atmosférica.

O Monumento inicia uma fase de maior aproximação com seu público após a implantação do projeto Cultural, através da exibição de exposições e eventos.